Síria destrói ponte estratégica para Estado Islâmico, diz mídia do Hezbollah

Forças especiais da Síria destruíram nesta segunda-feira uma ponte sobre o rio Eufrates utilizada pelo grupo Estado Islâmico para levar suprimentos para o leste da Síria, informou a mídia controlada pelo Hezbollah, no que seria um duro golpe para o grupo na faixa de território sírio que controla perto do Iraque.

REUTERS

15 de setembro de 2014 | 09h25

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos, organização oposicionista que acompanha a guerra, disse que uma explosão destruiu a ponte em Deir al-Zor, que é de importância vital para o Estado islâmico como o único caminho para se movimentar nas partes dessa cidade que estão sob seu controle.

O Estado Islâmico assumiu o controle da maior parte da província de Deir al-Zor em julho quando seus combatentes tomaram o território de grupos insurgentes rivais usando armamento trazido do Iraque. Partes da cidade de Deir al-Zor, incluindo seu aeroporto, permanecem nas mãos do governo.

"As Forças Armadas sírias destruíram a ponte em Deir al-Zor em uma operação especial realizada por forças especiais e engenheiros militares, levando à morte os militantes que estavam sobre ela", informou a Al-Manar, um corporação de mídia dirigida pelo grupo xiita libanês Hezbollah, em seu website.

O Hezbollah, que é apoiado pelo Irã, tem sido um importante aliado do presidente sírio, Bashar al-Assad, na guerra civil e enviou guerrilheiros lutar ao lado das tropas leais ao governo da Síria.

Tudo o que sabemos sobre:
SIRIAESTADOISLAMICOHEZBOLLAH*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.