Síria e Líbano iniciam reativação de relações bilaterais

Acordo foi adotado após uma extensa reunião, a primeira de líderes dos dois países em cinco anos

Efe,

19 de dezembro de 2009 | 23h01

O presidente da Síria, Bashar al-Assad, e o primeiro-ministro libanês, Saad Hariri, acordaram neste sábado, 19, iniciar uma nova etapa nas relações bilaterais e firmaram as bases para buscar "novos horizontes" que fomentem a cooperação. O acordo foi adotado após uma extensa reunião entre Hariri - em visita oficial a Damasco - e Assad, a primeira de líderes dos dois países em cinco anos.

 

"Assad e Hariri analisaram as formas para superar o impacto negativo que afetou suas relações. Ambos destacaram a necessidade de abrir novos horizontes para enriquecer a cooperação bilateral em todos os campos", diz o comunicado oficial.

 

A nota, divulgada pelo palácio presidencial sírio, não deu mais detalhes sobre a reunião, mas a assessora de comunicação de Assad, Buthaina Shaaban, assinalou que as conversas tinham se estendido por três horas e que continuarão no domingo.

 

A assessora de Assad disse que funcionários libaneses chegarão à Síria em breve para ativar as relações entre os dois países. "As lembranças obscuras do passado foram despejadas", acrescentou.

 

É a primeira viagem de um representante da maioria parlamentar libanesa, liderada por Saad Hariri, desde a morte de seu pai em um atentado em 2005. Parte da elite política libanesa responsabilizou o regime sírio pelo crime.

Tudo o que sabemos sobre:
SiriaLibanoBashar al-AssadSaad Hariri

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.