Síria quer garantias para iniciar diálogo com Israel, diz Assad

A Síria só entrará em conversas de paz com Israel se o Estado judaico se comprometer primeiro a uma retirada total das Colinas de Golã, afirmou nesta terça-feira o presidente sírio, Bashar al-Assad. "Precisa haver garantias de devolver toda a terra. Não podemos começar negociações sem saber sobre o que elas serão. Eles têm que apresentar uma palavra de confiança ou algo escrito", disse Assad em discurso ao Parlamento sírio, após ser empossado para um segundo mandato de sete anos. Nos últimos dois anos, a Síria intensificou uma campanha para Israel retomar negociações sobre a devolução de Golã em troca de paz. Os dois países estão formalmente em guerra. O primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, disse na semana passada que estava pronto para dialogar diretamente com Assad sobre as colinas, uma área ocupada por Israel em 1967 e anexada em 1981.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.