Síria restabelece relações diplomáticas com o Líbano

Decreto normaliza conflito desde a década de 40 e garante a instalação de Embaixada do país em Beirute

Efe e Associated Press,

14 de outubro de 2008 | 06h20

O presidente sírio, Bashar Assad, emitiu um decreto nesta terça-feira, 14, restabelecendo as relações diplomáticas com o Líbano, enquanto um oficial do Ministério de Relações Exteriores do país afirmou que será instalada uma embaixada síria no vizinho antes do final do ano.   O Líbano ainda não se pronunciou sobre o estabelecimento de suas relações diplomáticas com a Síria. Fontes diplomáticas na Síria assinalaram que a missão do embaixador sírio no Líbano será muito complicada, já que terá de lidar com os diferentes grupos políticos e religiosos que dividem o país. A medida segue ao anúncio feito no dia 13 de agosto, que já incluía que os dois países tinham acordado estabelecer relações diplomáticas plenas, por causa da visita a Damasco do presidente do Líbano, Michel Suleiman.   O anúncio pôs fim a meses de tensões entre os dois Estados, devido às reservas de Damasco a normalizar as relações com seu vizinho depois da retirada de suas tropas em 2005, após quase três décadas de presença. Este passo poderia supor também mais um movimento em direção à pacificação da região, além de favorecer a normalização política no Líbano, onde a maioria parlamentar, apoiada pelo Ocidente e vários países árabes como a Arábia Saudita e Egito, mantém uma contínua queda-de-braço com a oposição, aliada da Síria e o Irã.   As tropas sírias chegaram ao Líbano em 1976, um ano depois do começo da guerra civil neste pequeno Estado do Mediterrâneo. Após o final da disputa em 1990, o Exército sírio permaneceu no Líbano como uma força de dissuasão, de acordo com a Liga Árabe, que também estipulou sua retirada escalonada. A Síria não abandonou o país até 29 anos após sua chegada, como conseqüência das pressões libanesas e internacionais geradas após o assassinato em março de 2005 do ex-primeiro-ministro libanês Rafik Hariri.   Matéria atualizada às 7h30.

Tudo o que sabemos sobre:
LíbanoSíriadiplomacia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.