Sobe para 1.117 número de mortos em deslizamento de terra na China

Um sobrevivente foi encontrado; autoridades estimam em 627 a quantidade de desaparecidos

Associated Press

11 de agosto de 2010 | 11h41

 

ZHOUQU - O número de mortes causadas por um deslizamento de terra massivo ocorrido na China subiu para 1.117, informou nesta quarta-feira, 11, a agência de notícias estatal chinesa Xinhua.

Veja também:

mais imagens Galeria de fotos: Inundações no mundo

Segundo a agência, um sobrevivente foi encontrado sob os escombros e a lama, mas não deu mais detalhes. As autoridades locais dizem que pelo menos 627 pessoas permanecem desaparecidas por conta do deslizamento, que ocorreu há quatro dias.

 

O Centro Nacional de Meteorologia alertou que há uma chance "relativamente grande" de ocorrerem novos deslizamentos de terra no próximos dias, já que o volume de chuva esperado é de 90 milímetros apenas para a sexta-feira.

 

Pelo menos 45 mil pessoas deixaram suas casas e, segundo o Ministério de Assuntos Civis, 30 mil barracas foram levadas para a área noroeste da China e outras estão a caminho. A população de Zhouqu é de cerca de 134 mil, mas não se sabe quantas pessoas necessitam de ajuda.

 

As enchentes já mataram mais de 2 mil pessoas na China neste ano. O governo estima que os danos, causados em 28 províncias e regiões, podem chegar ao custo de US$ 10 bilhões.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinadeslizamentoenchentes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.