Soldado americano em fúria mata até 16 civis no Afeganistão

Um soldado dos EUA, em um ataque de fúria, invadiu casas em um vilarejo no sul do Afeganistão neste domingo, disparando contra civis e matando até 16 pessoas, afirmou à Reuters um ministro afegão.

REUTERS

11 de março de 2012 | 11h19

O ataque ocorreu durante a madrugada. O vilarejo fica próximo à base militar do soldado.

O ministro das fronteiras e assuntos tribais, Asadullah Khalid, que investiga o incidente, disse que o soldado invadiu três casas, matando 11 pessoas na primeira.

Outras fontes oficiais afegãs afirmaram que pelo menos sete pessoas morreram.

O incidente ocorre semanas após soldados dos EUA queimarem cópias do Corão em uma base da Otan, o que causou amplos protestos contra o Ocidente na região e atritando ainda mais os laços entre Washington e Cabul.

O soldado foi detido e uma investigação irá ocorrer, afirmaram as forças de segurança da Otan.

Mortes de civis têm sido a maior fonte de atrito entre o governo do presidente Hamid Karzai, que conta com o apoio do Ocidente, e as forças da Otan comandadas pelos EUA.

(Reportagem de Ahmad Nadem)

Tudo o que sabemos sobre:
AFEGANISTAOEUAATAQUE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.