Soldados australianos encerram operações no Iraque

Retirada cumpre promessa de campanha do primeiro-ministro Kevin Rudd; 550 militares devem deixar o país

Associated Press,

01 de junho de 2008 | 16h35

As forças australianas terminaram oficialmente suas operações de combate no Iraque neste domingo, 1, informou o Departamento de Defesa. A medida cumpre uma promessa de campanha do primeiro-ministro Kevin Rudd.   Veja também: Mortes de soldados no Iraque atinge baixa recorde   Os soldados fizeram uma cerimônia que incluiu recolher a bandeira australiana no acampamento Terendak em Talil, no sul do Iraque, informou um porta-voz do Departamento da Defesa, falando em condição de anonimato.   A Austrália, aliada dos Estados Unidos, foi um dos primeiros países a enviar soldados à guerra do Iraque, há cinco anos. O premiê australiano havia prometido retirar os 550 soldados em combate até o fim deste ano.   Outros milhares de soldados permanecem no Iraque para atuar na segurança do país e na guarda de diplomatas. A Austrália também irá deixar navios de guerra para ajudar a patrulhar plataformas de petróleo no Golfo.

Tudo o que sabemos sobre:
IraqueAustrália

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.