Soldados israelenses e civis palestinos entram em choque

Israel mata supostos insugentes na fronteira com a Faixa de Gaza; atentado mata civil na região de Nablus

Efe e Reuters,

20 de novembro de 2007 | 10h52

Pelo menos cinco pessoas morreram em confrontos em territórios palestinos nas últimas 48 horas. Quatro milicianos foram mortos a tiros na Faixa de Gaza e um civil israelense foi morto num ataque armado palestino na Cisjordânia, segundo informaram nesta terça, 20, fontes militares de Israel. Soldados israelenses executaram nesta terça uma incursão armada no campo de refugiados palestinos de Al-Farah, na cidade de Jenin, na Cisjordânia. Israel alega que ações contra militantes palestinos ajudam a evitar ataques contra seus cidadãos. Segundo as fontes, três milicianos palestinos tentavam se infiltrar em Israel na noite de segunda, saindo do norte da Faixa de Gaza, quando foram identificados pelas tropas israelenses. Dois deles foram mortos enquanto atravessavam a cerca que divide os dois territórios e o terceiro conseguiu escapar. No sul da Faixa de Gaza, outro grupo de milicianos palestinos foi baleado por soldados israelenses quando se aproximava da cerca de segurança que separa o território palestino de Israel. Dois insurgentes morreram na ação. As fontes militares informaram que os milicianos aparentemente planejavam colocar uma bomba na rota usada pelas patrulhas de Israel. Na segunda-feira, um civil israelense morreu enquanto viajava em seu veículo na Cisjordânia. Ele passava perto dos assentamentos de Kedumim e Karnei Shomron, nas imediações da cidade palestina de Nablus. Ido Zodan, de 29 anos, residente no assentamento judaico de Shavei Shomron, foi baleado por milicianos palestinos, segundo uma porta-voz do Exército israelense. Um grupo filiado às Brigadas dos Mártires de al-Aqsa, facção armada vinculada ao movimento Fatah, assumiu a autoria do ataque em comunicado. O grupo afirmou que foi um "protesto contra a conferência de Annapolis e os crimes de Israel contra os palestinos". Além disso, o Exército israelense revelou que foram disparados 25 bombas e foguetes Qassam da Faixa de Gaza em direção a Israel. O total chega a 135 este mês.

Tudo o que sabemos sobre:
CisjordâniaIsrael

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.