Suposto ataque dos EUA mata 20 pessoas no Paquistão

Um líder de nível médio da Al Qaeda, identificado como um cidadão iraquiano, estaria entre os até 20 mortos após um ataque com mísseis realizado pelos Estados Unidos na região do Waziristão do Norte, na fronteira do Paquistão com o Afeganistão, disse uma fonte de inteligência paquistanesa. A fonte identificou o líder da Al Qaeda como Abu Akash. "Ele é um homem de nível médio da Al Qaeda, que estava vivendo em Mir Wali", disse a fonte, que pediu para não ser identificada, referindo-se à segunda maior cidade da região. Segundo a fonte, dois mísseis foram disparados por uma avião não-tripulado dos EUA sobre uma casa na cidade, que é um conhecido reduto de militantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.