Surto de violência mata 10 e fere 80 no Iraque

No norte do país, ataque americano deixa pelo menos 40 insurgentes mortos e vários feridos

Efe,

26 de março de 2008 | 05h18

Um surto de violência matou pelo menos dez pessoas e feriu 80 nesta quarta-feira, 26, no bairro Cidade de Sadr, em Bagdá. Além disso, pelo menos 40 supostos insurgentes morreram e dezenas ficaram feridos em um bombardeio aéreo americano em Duluiya, 90 quilômetros ao norte de Bagdá. Em Bagdá, Exército iraquiano e milícia Exército Mehdi, do clérigo xiita Moqtada al-Sadr, se enfrentam em combates, informaram fontes policiais. Os enfrentamentos, que começaram na última terça-feira na província de Basra, no sul do Iraque, se estenderam a outras zonas do país como a capital e a localidade de Kut. Em Duluiya, os ataques americanos começaram na madrugada de terça-feira ao leste da cidade de maioria sunita e continuaram durante todo o dia. Segundo uma fonte não identificada, a região atacada se transformou nas últimas semanas em refúgio de militantes da rede terrorista Al-Qaeda no Iraque. Até o momento, o comando militar americano não confirmou o incidente, mas a Aswat al Iraq apontou que um responsável do Exército dos EUA em Salah ad-Din se transferiu a Duluiya para supervisionar a operação.

Tudo o que sabemos sobre:
combatesIraque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.