Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Talabani prevê escalada no confronto entre Irã e Ocidente

"Se o Irã não der uma resposta convincente, as sanções se endurecerão mais", prevê o presidente iraquiano

Efe,

28 de setembro de 2009 | 07h16

O presidente iraquiano, Jalal Talabani, prevê uma escalada do confronto entre Irã e Ocidente sobre o programa nuclear iraniano e acredita que a presença de navios de guerra dos Estados Unidos na região representa uma advertência ao governo de Teerã.

 

"Se o Irã falhar em oferecer certas garantias (sobre seu programa nuclear), os países ocidentais podem chegar a impor novas sanções, mais duras que as atuais", afirma Talabani em entrevista divulgada nesta segunda-feira pelo jornal árabe Al-Hayat.

 

Para o chefe de Estado iraquiano, "se o Irã não der uma resposta convincente, as sanções se endurecerão mais". "E se aplicarão outras possíveis medidas se os países ocidentais

se derem conta de que as sanções estão sendo inúteis", acrescenta.

 

Talabani evita se pronunciar sobre a possibilidade de haver um ataque militar de países ocidentais contra o Irã se as tentativas para superar o ponto morto em que se encontra a negociação internacional sobre o programa nuclear iraniano fracassarem.

 

No entanto, estima que a presença de naves de guerra americanas com baterias de mísseis em Haifa, em Israel, representa uma advertência ao Irã que deve ser tida em conta.

 

No entanto, Talabani descarta que, por enquanto, possa surgir um conflito armado entre EUA e Irã. "Ao contrário, vejo um consenso não declarado sobre a necessidade de manter a situação de fato atual, em lgar de desejos de trocá-la", afirma.

Tudo o que sabemos sobre:
TalebaniIrãIraqueEUAmísseis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.