Taleban e Otan se preparam para grande ofensiva no Afeganistão

Militantes do Taleban estão se preparando em antecipação a uma grande operação das forças da Otan na província de Helmand, no sul do Afeganistão, em uma das maiores ofensivas da guerra, que já dura oito anos.

ABDUL MALEK, REUTERS

07 de fevereiro de 2010 | 16h06

Fuzileiros norte-americanos devem lançar a operação nos próximos dias para ocupar a região de fazendas e canais de Marjah, no centro do Helmand, província mais violenta do Afeganistão.

A ofensiva será a primeira grande demonstração de força desde que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, enviou mais 30 mil soldados ao país.

A operação já foi sinalizada, na esperança de que militantes desistam do que comandantes afirmam ser o último grande enclave do Taleban na província.

"Tem a ver com dar um aviso às pessoas do que está por vir, na esperança de que os talibans mais extremistas, ou muitos do Taleban, simplesmente deixarão o lugar, ou talvez que a luta será menor", disse o secretário da Defesa norte-americano, Robert Gates, na Turquia no sábado.

Mas alguns moradores fugindo de Marjah com medo afirmaram que os talibans estão se aprofundando na região ao invés de fugir.

"O Taleban não deixará Marjah. Já vimos eles se preparando. Eles estão trazendo mais pessoas e armas. Sabemos que haverá uma grande briga", disse Abdul Manan, que está fugindo para a capital da província, Lashkar Gah.

Tudo o que sabemos sobre:
AFEGANISTAOTALIBANOTAN*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.