Taliban liberta 12 sul-coreanos reféns no Afeganistão

Insurgentes do Talibanlibertaram 12 reféns sul-coreanos nesta quarta-feira, um diadepois de fechar um acordo com negociadores da Coréia do Sul eda Indonésia para libertar 19 voluntários cristãos. Três sul-coreanas foram libertadas na primeira leva, nestamanhã, seguidas por outras quatro mulheres e um homem --entregues para membros do Comitê Internacional da Cruz Vermelhana província afegã de Ghanzi, informaram testemunhas à Reuters. Um terceiro grupo foi solto nesta tarde -- três mulheres eum homem. Testemunhas da Reuters viram as três primeiras mulhereslibertadas usando longos e tradicionais véus, chorando,enquanto sentavam no veículo da Cruz Vermelha. O representante do Taliban Qari Mohammad Bashir, queparticipou das negociações, disse que espera que todos osreféns sejam soltos em dois ou três dias, disse ele à agênciade notícias Imprensa Islâmica do Afeganistão, sediada noPaquistão. No dia 19 de julho, o Taliban sequestrou 23 voluntáriossul-coreanos que estavam dentro de um ônibus, em Ghazni. O grupo matou dois dos reféns após uma série de prazosexpirados de negociação, mas libertou duas mulheres em um gestode boa vontade durante a primeira rodada de conversas. O governo da Coréia do Sul afirmou que o acordo paralibertar os 19 reféns tem como condição a retirada das tropasdo país ainda este ano e a proibição de que sul-coreanosexerçam atividades missionárias no Afeganistão. A Coréia do Sul já havia decidido antes da crise em retirarseu contingente de cerca de 200 engenheiros e funcionáriosmédicos do Afeganistão até o fim de 2007. Desde que osvoluntários foram sequestrados, o governo proibiu seushabitantes de viajarem ao país. (Com reportagem adicional de Sayed Salahuddin Jack Kim eJessica Kim)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.