Terremoto de 6,5 graus atinge o sul do Irã

Ao menos sete pessoas morreram; tremor foi sentido em duas províncias do país

REUTERS

20 de dezembro de 2010 | 20h00

Atualizado às 21h47

 

Ao menos sete pessoas morreram e centenas ficaram feridas em remotas vilas montanhosas a sudeste do Irã, por conta de um terremoto de magnitude 6,5 que ocorreu nesta segunda-feira, 20.

"Um número maior de mortes é possível por causa do vasto estrago causado", afirmou Esmail Najjar, governador da província de Kerman.

 

Segundo a TV estatal, ao menos três vilarejos foram destruídos. Um oficial local afirmou à agência Mehr que "centenas de pessoas estão presas sob os escombros".

 

Mohammad Javad Kamyab, funcionário do governo da província de Kerman, afirmou à Reuters que há 30 vilarejos na área atingida pelo sismo. "Essas vilas não são densamente habitadas (...). Nós não esperamos um número alto de mortes, mas até agora 25 pessoas estão feridas".

O terremoto aconteceu a 214 quilômetros da localidade de Zahedan e com epicentro a 12,4 quilômetros de profundidade, segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos.

Essa região é muito propensa a terremotos --lá fica a cidade de Bam, onde 31 mil pessoas morreram por causa de um sismo em 2003.

 

A agência semioficial de notícias Fars reportou que o tremor também foi sentido na província do Sistão-Baluchistão, que faz fronteira com o Paquistão e Afeganistão.

Kerman não está entre as regiões produtoras de petróleo do Irã, quarto maior exportador mundial do produto.

(Texto de Parisa Hafezi)

Tudo o que sabemos sobre:
IRATERREMOTOMORTOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.