Tesouro dos EUA aplica sanções contra 4 empresas iranianas

Indústrias teriam ligação com programa nuclear do Irã; ativos em jurisdição americana serão congelados

Agências internacionais,

08 de julho de 2008 | 14h25

O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos anunciou nesta terça-feira, 8, que aplicará sanções contra quatro empresas iranianas que são suspeitas de contribuir o programa nuclear do Irã. A medida proíbe que companhias americanas negociem com estas instituições e congela qualquer ativo que elas possuírem sob a jurisdição americana.   Veja também: Irã diz que atacará EUA e Tel Aviv se sofrer ofensiva Presidente do Irã rejeita guerra com EUA e Israel G8 exige que o Irã suspenda o enriquecimento de urânio   As empresas iranianas atingidas são a Shahid Sattari Industries, a Seventh of Tir, a Ammunition and Metallurgy Industries Group (AMIG) e a Parchin Chemical Industries, segundo indicou o Tesouro em comunicado. Outras quatro pessoas também foram incluídas nas sanções: Dawood Agha-Jani, Moshen Hojati, Mehrdada Akhlaghi Ketabachi e Naser Maleki, por trabalhar para companhias envolvidas nos programas de mísseis e nucleares desenvolvidos por Teerã.   "As empresas nucleares e de mísseis do Irã se escondem por trás de uma série de agentes que fazem negócios em seu nome", disse Stuart Levey, subsecretário do Tesouro para a luta contra o terrorismo e para a inteligência financeira.   A Shahid Sattari Industries é acusada de envolvimento na produção e manufatura de equipamentos. A Seventh of Tir estaria ligada ao desenvolvimento do programa de centrífugas nucleares e teria laços com a Ammunition and Metallurgy Industries Group. Segundo o Tesouro americano, o grupo de indústrias químicas Parchin Chemical Industries foi incluído na medida por ser o receptador de uma substância usada em mísseis balísticos.

Tudo o que sabemos sobre:
IrãEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.