Tiroteio entre milícias líbias deixa 2 mortos em Trípoli

Dois combatentes foram mortos quando milícias líbias começaram a trocar tiros em uma das ruas mais movimentadas de Trípoli nesta terça-feira, em um sinal recente de que o novo governo está lutando para afirmar o controle na era pós-Gaddafi.

REUTERS

03 de janeiro de 2012 | 16h38

Os ex-rebeldes sediados em Trípoli, que controlam um complexo de segurança na capital, entraram em confronto durante uma hora com pelo menos 24 combatentes de Misrata que foram até ali para libertar um grupo de prisioneiros, segundo médicos e ex-rebeldes.

Moradores relataram novo tiroteio em Trípoli na noite de terça.

Mais de dois meses depois de o líder líbio Muammar Gaddafi ter sido capturado e morto, o verdadeiro poder ainda está com as milícias que o derrubaram. Estas dividiram o país e a capital em feudos rivais, cada um querendo a cota de poder que dizem lhe ser devida.

A luta na rua Zawiya de Trípoli foi a primeira entre milícias desde 11 de dezembro, quando soldados do novo Exército nacional da Líbia e milicianos lutaram por controle do aeroporto internacional da capital. O conselho municipal de Trípoli estabeleceu um prazo para 20 de dezembro para que as milícias voltassem para suas casas.

Os rebeldes Misrata detêm um amplo arsenal de tanques, foguetes e armas que está testando a capacidade do governo de manter sua autoridade.

(Reportagem de Mahmoud Habboush)

Tudo o que sabemos sobre:
LIBIAMILICIATRIPOLI*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.