Três explosões matam 11 no sul do Afeganistão

Três explosões separadas mataram 11 pessoas e deixaram dezenas de feridos na terça-feira na província de Kandahar, no sul do Afeganistão, disseram autoridades.

REUTERS

03 de janeiro de 2012 | 18h13

O primeiro ataque, cometido por um militante suicida sobre uma moto, perto de um posto de controle policial na cidade de Kandahar, matou quatro crianças e um policial, segundo Zalmay Ayoubi, porta-voz do governo regional.

Ele disse que o alvo era o posto policial, mas que a bomba explodiu prematuramente. Outras dezesseis pessoas, incluindo seis crianças e três policiais, ficaram feridos.

Horas depois, duas outras explosões mataram seis pessoas e feriram 19 na mesma cidade, segundo Ayoubi.

"Houve uma explosão, e assim que a polícia e os locais correram para ajudar as vítimas outra explosão aconteceu, o que matou dois civis e quatro policiais", afirmou.

Entre os feridos nesse incidente, ocorrido no bairro comercial de Chawk Madad por volta de 13h (hora de Brasília), estavam sete policiais.

Ayoubi disse que a primeira explosão foi relativamente pequena. A última aconteceu em um triciclo, e a polícia ainda investiga como a bomba foi ativada.

Kandahar é um tradicional reduto do grupo islâmico Taliban, mas até agora, ninguém assumiu a autoria dos ataques.

Tudo o que sabemos sobre:
AFEGANISTAOEXPLOSAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.