Três soldados americanos e tradutor morrem em explosão no Iraque

Com estas novas baixas, sobe para 3.983 o número de militares dos EUA mortos no país desde a invasão

Efe,

11 de março de 2008 | 05h20

Três soldados americanos e seu tradutor morreram na explosão de uma bomba nesta segunda-feira, 10, na província de Diyala, ao nordeste de Bagdá, informou nesta terça-feira, 11, o comando militar dos EUA em comunicado. Segundo a nota, outro soldado ficou ferido no mesmo ataque e foi transferido mais tarde a um hospital militar para receber tratamento médico. O Exército americano não forneceu mais detalhes sobre o ataque em seu comunicado. As três mortes notificadas pelo Exército se somam às de outros cinco soldados americanos que perderam a vida na segunda-feira num ataque suicida contra uma patrulha em uma zona comercial do bairro de Al-Mansur, no oeste de Bagdá. Esse atentado também causou a morte do tradutor iraquiano que acompanhava os soldados, e deixou outros três militares dos EUA feridos. Com estas novas baixas, sobe para 3.983 o número de militares americanos mortos no Iraque desde a invasão do país, em março de 2003, e sua posterior ocupação.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraquesoldados mortosEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.