Tripulação de caça aborta missão de bombardear Benghazi--jornal

Um caça da Força Aérea da Líbia sofreu um acidente perto da cidade de Benghazi depois que sua tripulação saltou de paraquedas, recusando-se a bombardear a cidade, informou o jornal líbio Quryna, citando uma fonte militar.

REUTERS

23 de fevereiro de 2011 | 11h46

A versão online do jornal citou a fonte, um coronel da base aérea próxima a Benghazi, dizendo que o capitão Attia Abdel Salem al Abdali e seu número dois, Ali Omar Gaddafi, saltaram do avião russo modelo Sukhoi-22.

(Reportagem de Hamid Ould Ahmed)

Tudo o que sabemos sobre:
LIBIAPROTESTOSAVIAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.