Tropas britânicas deixam os palácios presidenciais de Basra

Palácios de Saddam Hussein em Basra foram tomados como bases militares após a ocupação desta cidade

EFE

03 de setembro de 2007 | 04h26

As tropas britânicas deixaram nesta segunda-feira os palácios presidenciais da cidade de Basra, sul do Iraque, que tinham utilizado desde a invasão do país como seus quartéis-generais, informaram fontes militares. Segundo as fontes, cerca de 500 soldados britânicos evacuaram os edifícios presidenciais e se deslocaram a uma base aérea nas proximidades do aeroporto, situado 20 quilômetros a oeste da cidade. As forças britânicas tomaram os palácios do deposto ditador iraquiano Saddam Hussein em Basra como bases militares após a ocupação desta cidade, nas primeiras semanas após a invasão do Iraque, em março de 2003. O Exército britânico retirou no início do ano 1.500 dos 7.500 militares que tinha nessa cidade, como parte de uma retirada progressiva do país árabe decretada pelo ex-primeiro-ministro Tony Blair.

Tudo o que sabemos sobre:
IraqueSaddam

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.