Tropas curdas combatem rebeldes pelo 5o dia no Iraque

Forças da Turquia enfrentaramguerrilheiros curdos de perto à medida que avançavam em direçãoa uma importante base do PKK no norte do Iraque, nestasegunda-feira, e Bagdá alertou que uma incursão prolongada podeter consequências sérias para região. Apoiados por aviões, tanques, artilharia e helicópteros decombate, os soldados turcos mataram 41 rebeldes nesta segunda,informou o Estado Maior da Turquia em um comunicado, aumentandoo total de mortos do PKK para 153 desde o início da grandeofensiva na quinta-feira. "O combate próximo a terroristas continua em duas regiõesseparadas", informou o comando militar turco em nota. "As tropas em regiões críticas da operação foram reforçadase algumas das tropas foram substituídas por forças novas",complementou o comunicado. Segundo os militares, 17 soldados turcos morreram até agorana campanha, lutando em duras condições de inverno contraguerrilheiros do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK),que têm usado as montanhas do norte do Iraque como base para aluta pela independência do sul da Turquia, regiãopredominantemente curda. O conselheiro de Segurança Nacional do Iraque, Mowaffaqal-Rubaie, afirmou em Bagdá que o conflito pode levar a"consequências muito sérias" para uma parte do Iraque que temsido relativamente estável se comparada ao restante do país. A Casa Branca relatou que a incursão militar, cujasestimativas de efetivo são de 10.000 soldados segundo uma fontemilitar turca e a imprensa local, deve ser limitada. "Obviamente não é uma situação ideal", disse a porta-voz daCasa Branca, Dana Perino, a repórteres em Washington. Ancara lançou uma incursão militar na quinta-feira passadanuma região afastada do Iraque atrás de rebeldes do PKK.Segundo o governo turco, autoridades iraquianas há anos têmfracassado em reprimir os rebeldes. A Turquia foi pressionado a fazer algo após uma série deataques mortais contra soldados e civis. (Reportagem adicional de Sherko Raouf em Zakhu, JeremyPelofsky em Washington, Gareth Jones e Selcuk Gokoluk emAncara)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.