Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Tropas da Otan matam agricultores afegãos, diz polícia

Tropas sob o comando da Otan mataram a tiros dois agricultores que estavam irrigando suas terras no leste do Afeganistão, disse um policial na quarta-feira à Reuters.

REUTERS

25 de março de 2009 | 12h08

O incidente ocorreu na noite de terça-feira nos arredores de Khost, segundo o chefe regional de polícia Abdul Qayum Baqizoi.

O presidente Hamid Karzai tem dito que as mortes de civis são a maior causa de tensões entre ele e seus apoiadores ocidentais, que mantêm cerca de 70 mil soldados no Afeganistão para enfrentar a insurgência do Taliban.

Um porta-voz das forças da Otan disse, sem entrar em detalhes, que a aliança está investigando o incidente.

Na semana passada, oficiais dos EUA e o governo afegão entraram em atrito por causa da morte de cinco afegãos na província de Kunduz (norte), durante uma ação militar norte-americana.

As autoridades locais dizem que os mortos não eram militantes, e sim empregados de um prefeito local. Os militares dos EUA afirmam, no entanto, que tinham informações detalhadas sobre atividades ilegais e que foram recebidos a tiros no local.

Mais de 2.100 civis foram mortos no ano passado no Afeganistão, 40 por cento a mais do que em 2007, segundo a ONU. As forças estrangeiras foram responsáveis por um quarto dessas mortes, de acordo com a entidade internacional.

Também em Khost, uma bomba numa calçada matou oito civis e feriu outros oito em um micro-ônibus, segundo as forças da Otan.

(Reportagem de Elyas Wahdat e Golnar Motevalli)

Tudo o que sabemos sobre:
AFEGANISTAOMORTESOTAN*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.