Tropas da Turquia matam 13 rebeldes curdos

Agência estatal afirma que operações do Exército contra PKK devem continuar no leste do país

Agência Estado e Associated Press,

10 de abril de 2008 | 14h39

Tropas turcas mataram 13 rebeldes curdos em confrontos no leste da Turquia, informou o governo local nesta quinta-feira, 10. Segundo a agência estatal de notícias Anatólia, as operações contra os rebeldes devem continuar.   Onze rebeldes morreram em Nazimiye, na província oriental de Tunceli. Mais dois supostos rebeldes perderam a vida em confrontos em Hani, na província de Diyarbakir. O comando militar turco não revelou quando ocorreram os choques, mas afirmou que as operações estão em andamento desde o fim de semana. O conflito entre as guerrilhas curdas, que buscam mais autonomia, e o governo turco já matou dezenas de milhares de pessoas desde 1984.   Os militares turcos lançaram uma operação contra campos de rebeldes curdos dentro do Iraque em fevereiro. Desde então, acontecem confrontos esporádicos na região da fronteira e dentro do território turco.   Também nesta quinta-feira, a ex-deputada Leyla Zana foi condenada a dois anos de prisão. Ela recebeu a sentença por, em um discurso no ano passado, ter chamado o líder rebelde Abdullah Ocalan de um dos líderes dos curdos. Leyla deve apelar da sentença.   Os curdos não são reconhecidos como uma minoria oficial na Turquia e têm negado direitos concedidos a outros grupos. Sob pressão da União Européia, a Turquia concedeu aos curdos direitos limitados de transmissões televisivas e educação em língua curda, mas os críticos vêem as medidas como insuficientes.

Tudo o que sabemos sobre:
TurquiacurdosPKK

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.