Tropas de Gaddafi ainda avançam para Benghazi, dizem EUA

Apesar de ter declarado um cessar-fogo, as forças leais ao líder líbio Muammar Gaddafi continuam avançando na direção de Benghazi, principal reduto dos rebeldes, no leste do país, disse na sexta-feira uma fonte norte-americana de segurança nacional pedindo anonimato.

REUTERS

18 de março de 2011 | 21h23

O funcionário disse à Reuters que os movimentos de tropas foram "propositais." A avaliação sobre o deslocamento se baseou em relatos oficiais que chegaram às agências de segurança nacional dos EUA em Washington, segundo ele.

O funcionário disse também que as autoridades dos EUA tiveram a confirmação de que as forças de Gaddafi continuavam bombardeando a cidade de Misrata (oeste), onde pelo menos 25 pessoas foram mortas na sexta-feira, de acordo com relato feito por um médico local.

O governo da Líbia disse que suas forças não realizaram nenhuma operação militar desde o anúncio do cessar-fogo, em cumprimento à resolução aprovada na véspera pelo Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU), com ameaças de uso da força militar contra as tropas de Gaddafi.

O funcionário dos EUA disse que a situação sugere que, embora Gaddafi tenha prometido respeitar a trégua, a ação militar contra os rebeldes prosseguia.

(Reportagem de Mark Hosenball)

Tudo o que sabemos sobre:
LIBIAEUABENGHAZI*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.