Tropas de Israel matam duas crianças palestinas e ferem sete

Exército israelense alega que palestinos enviam crianças para recuperar lança-foguetes após disparos

Agência Estado e Associated Press,

21 de agosto de 2007 | 19h23

Forças israelenses mataram duas crianças palestinas e feriram outras sete na fronteira entre Israel e Gaza nesta terça-feira, 21, informaram médicos palestinos.   As duas crianças mortas tinham 10 e 12 anos, segundo o médico Muawiya Hassanin, do Ministério da Saúde palestino. Entre os feridos, uma criança de 10 anos estava em estado grave.   O Exército de Israel informou que suas forças terrestres dispararam contra dois palestinos que foram avistados perto de um lança-foguetes no norte de Gaza, numa área onde um projétil havia acabado de ser disparado contra o Estado judeu.   Num comunicado, o Exército israelense alegou que grupos palestinos têm enviado crianças para recuperar lança-foguetes após disparos.   "À luz das notícias, parece provável que esse foi o caso", acrescentou.   Mais cedo nesta terça, tropas israelenses mataram três militantes da Jihad Islâmica no sul de Gaza, e na segunda-feira, seis militantes do Hamas foram mortos num ataque aéreo de Israel.   O Exército israelense informou que os palestinos dispararam três foguetes contra Israel nesta terça-feira, um dos quais atingiu um jardim de infância vazio na cidade de Sderot.   Enquanto continuam a atacar militantes irregulares em Gaza, os militares israelenses ampliam suas operações na Cisjordânia, em uma tentativa de apoiar o presidente palestino Mahmoud Abbas, que formou um novo governo apenas na região, após o grupo militante Hamas ter tomado o controle da Faixa de Gaza há quase dois meses.   Mas antes do amanhecer desta terça-feira, tropas israelenses na cidade de Nablus (Cisjordânia) mataram um militante armado da Frente Popular da Libertação da Palestina, informaram médicos palestinos e o Exército de Israel.

Tudo o que sabemos sobre:
GazaIsraelPalestinos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.