Tropas dos EUA detêm editor de TV iraquiana

Tropas norte-americanas detiveram oeditor de notícias de um canal de televisão de propriedade domais poderoso partido político iraquiano e o filho dele, ambosacusados de ataques contra soldados do Iraque e dos EstadosUnidos, informaram nesta segunda-feira as Forças Armadas dosEUA. Hafodh al-Beshara, editor e chefe da programação políticada TV al-Furat, foi preso durante uma operação nos escritóriosdo canal em Bagdá no fim da noite de sábado, declararamfuncionários da televisão. Al-Furat é de propriedade do Supremo Conselho IslâmicoIraquiano, o maior partido xiita no governo do premiê Nurial-Maliki. O seu líder é Abdul Aziz al-Hakim, um dos políticosmais influentes do Iraque, que foi cortejado por Washington ese reuniu com o presidente George W. Bush na Casa Branca emnovembro. As Forças Armadas dos EUA disseram à Reuters em umaresposta a um e-mail que Beshara tinha sido detido na operaçãopara prender o filho dele, que foi identificado como supostomembro da inteligência de uma milícia. "A prisão dele (Beshara) não teve nada a ver com o empregodele ou com o seu relacionamento com o filho", disse oporta-voz militar major Brad Leighton. Ele se recusou a dar o nome completo do filho do editor. Uma autoridade militar dos EUA que conhece a operaçãoafirmou que Beshara foi detido por causa de uma metralhadoranão autorizada, descoberta nas buscas em sua casa. O filho do editor não trabalha no canal de TV. O chefe da TV Furat, Abbas al-Essawi, chamou a prisão deBeshara de "provocação". (Reportagem adicional de Michael Holden e Ross Colvin)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.