Turquia bombardeia rebeldes curdos no Iraque

Jornal afirma que militares promoveram ataques aéreos a bases da guerrilha e rotas de fuga para o norte do país

Associated Press e Reuters,

10 de outubro de 2007 | 11h38

O Exército turco começou nesta quarta-feira, 10, a bombardear campos suspeitos de abrigar rebeldes curdos instalados em território iraquiano, na região da fronteira, segundo informações da imprensa da Turquia. Porém, o governo dá sinais de que deve promover uma incursão por terra apenas na próxima semana.   Veja também: Explosão mata um policial na Turquia Iraquianos pedem justiça contra seguranças Províncias iraquianas se fecham a refugiados   Os alvos dos militares são as guerrilhas suspeitas de buscar abrigo na região montanhosa do norte do Iraque, na província de Sirnak. Supostas rotas de fuga estão sendo atacadas por helicópteros enquanto soldados são posicionados em pontos estratégicos.   O primeiro-ministro turco, Tayyip Erdogan, confirmou nesta quarta que o governo está criando planos para autorizar uma incursão militar no norte do Iraque, a fim de combater rebeldes curdos na área caso isso se torne necessário.   Um membro da administração turca disse que o pedido para que os militares cruzem a fronteira com o Iraque seja aprovado antes do final do feriado religiosos de quatro dias, que acaba no domingo.   Uma operação militar em larga escala pode alavancar a violência em uma das regiões relativamente tranqüilas do Iraque e ameaçar a relação da Turquia com os Estados Unidos, que pedem que Ancara não promova uma incursão no país vizinho.   O Exército turco lançou uma ofensiva em seu lado da fronteira em resposta aos últimos atentados promovidos pelos rebeldes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK, sigla em turco).

Tudo o que sabemos sobre:
IraqueTurquiacurdos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.