Tzipi Livni vence primárias do partido governista de Israel

Diferença de ministra de Assuntos Exteriores para segundo colocado é de apenas 431 votos

Efe,

18 de setembro de 2008 | 02h44

A ministra de Assuntos Exteriores de Israel, Tzipi Livni, venceu as primárias do governante Kadima por uma margem de pouco mais de 1% sobre seu rival mais próximo, o ministro dos Transportes, Shaul Mofaz. A ministra de 50 anos pode se tornar a primeira premiê israelense desde Golda Meir, que assumiu o cargo na década de 1970.   Veja também: Livni terá que provar resistência política Livni se diz decepcionada com baixa participação nas eleiçoes Inexperiência é barreira para a popular Livni   Livni obteve 43,1% de votos, contra 42% de Mofaz, e superou o mínimo exigido para que não haja segundo turno, informa nesta quinta-feira, 18, a imprensa israelense.   A diferença entre estes dois principais candidatos foi de somente 431 votos (16.936 para Livni e 16.505 para Mofaz).   As primárias foram marcadas por uma baixa participação, já que somente 53,7% dos membros do Kadima votaram, informou o site Ynet.   Livni substituirá o atual primeiro-ministro, Ehud Olmert, à frente do Kadima e saberá nos próximos dias se é capaz de manter a atual coalizão de governo ou de encontrar apoio para formar um novo Gabinete.   Olmert, que enfrenta investigações por corrupção, indicou que renunciará após o resultado das primárias. Ele está sendo investigado pelas acusações de ter recebido ilegalmente US$ 150 mil de um empresário americano e de ter pedido dinheiro a vários departamentos do governo para as mesmas viagens ao exterior quando era prefeito de Jerusalém. Entretanto, o premiê planeja continuar nas negociações de paz com os palestinos apoiadas pelos Estados Unidos, enquanto Livni tentará formar uma nova coalização governista.   Formada em direito, Livni foi agente do Mossad - o serviço secreto externo de Israel - e começou na política em 1999, quando foi eleita para o Parlamento. Como chanceler, ela liderou as negociações de paz com os palestinos.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelTzipi Livni

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.