UE promete 440 milhões de euros a palestinos

A União Européia prometeu nasegunda-feira 440 milhões de euros (639,4 milhões de dólares)em doações aos palestinos. A oferta foi feita numa reunião dedoadores em Paris, com o objetivo de estimular o processo depaz. Grande parte das verbas vai contribuir com um Plano deReforma de Desenvolvimento Palestino, a ser apresentado peloprimeiro-ministro Salam Fayyad na conferência, segundo nota daComissão Européia (Poder Executivo da UE). A ajuda será liberada a partir de março sob a rubrica de umnovo mecanismo chamado Gerenciamento da Ajuda Européia aosPalestinos (Pegase, na sigla em francês). O dinheiro serádestinado diretamente a uma conta do Ministério das Finanças,sob controle de Fayyad (que também é o ministros da pasta),para uso em áreas como melhoria na transparência pública,saúde, educação e infra-estrutura. O Pegase substituirá o Mecanismo Temporário Internacional,que destinava verbas aos palestinos, mas de forma maislimitada. O novo esquema continua evitando o grupo islâmico Hamas,que governa a Faixa de Gaza desde junho. "Tudo tem de sercriado de modo a evitar que o dinheiro vá para o Hamas", disseuma fonte da UE. A Comissão Européia é a maior fonte de doações aospalestinos -- 550 milhões de euros em 2007, mais 450 milhõesdos países da UE. A nova promessa é bem superior aos 170milhões de euros inicialmente prometidos neste ano. Delegações de mais de 60 países reunidas em Paris esperamoferecer cerca de 5,6 bilhões de dólares para ajudar a economiapalestina e estimular o processo de paz entre palestinos eisraelenses, retomado em novembro nos EUA. (Por David Brunnstrom)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.