Últimas tropas dos EUA deixam Iraque e acabam com guerra

O último comboio de soldados dos EUA deixou o Iraque neste domingo, acabando com quase nove anos de guerra, que custaram a vida de quase 4,5 mil norte-americanos e de dezenas de milhares de iraquianos, além de deixar o país em meio a uma incerteza política.

PATRICK MARKEY E JOSE, REUTERS

18 de dezembro de 2011 | 09h15

A guerra, que começou em março de 2003 com mísseis tomando Bagdá para tirar o presidente Saddam Hussein do poder, acaba em uma democracia frágil e que ainda enfrenta insurgentes, tensões sectárias e o desafio de se firmar na turbulenta região árabe.

O último comboio, de quase 100 veículos militares MRAP, cruzou o deserto do sul iraquiano com 500 soldados durante noite e começo do dia em uma estrada vazia em direção à fronteira do Kuwait.

Tudo o que sabemos sobre:
IRAQUEEUASAIDA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.