Unicef diz que 384 crianças já morreram na Síria

Ao menos 384 crianças morreram durante o levante na Síria, iniciado há 10 meses, e praticamente a mesma quantidade foi presa, informou o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) na sexta-feira.

REUTERS

27 de janeiro de 2012 | 15h19

A porta-voz do Unicef Marixie Mercado disse à Reuters que os números foram baseados nos relatórios de organizações de direitos humanos julgadas dignas de crédito pela agência.

"Até 7 de janeiro, 384 crianças morreram, em sua maioria meninos. Cerca de 380 crianças foram detidas, alguns com menos de 14 anos", afirmou Rima Salah, vice-diretora executiva do Unicef, a jornalistas em Genebra.

A agência recebe informações de grupos de direitos humanos que revisam relatórios médicos e de hospitais, entrevistam famílias de vítimas e reúnem depoimentos de testemunhas, disse Mercado.

O número anterior de mortes de crianças era de 307, segundo a alta comissária para direitos humanos da ONU, Navi Pillay, afirmou no dia 2 de dezembro.

(Por Stephanie Nebehay)

Tudo o que sabemos sobre:
SIRIAUNICEF*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.