Valas comuns com 30 corpos são achadas em Bagdá

Soldados iraquianos acharam duas valascomuns contendo pelo menos 30 corpos de homens e mulheres numantigo reduto da Al Qaeda a noroeste de Bagdá, disserammilitares do Iraque e dos EUA na terça-feira. As valas foram abertas no sábado, numa operação conjuntados EUA e do Iraque contra células iraquianas da Al Qaeda naregião do lago Tharthar, cerca de 80 quilômetros a noroeste dacapital. Um tenente-coronel iraquiano disse, pedindo anonimato, quevários buracos abertos por escavadeiras mecânicas e deixados adescoberto foram encontrados numa área remota cerca de 25quilômetros ao norte de Ramadi, capital da província de Anbar. "Encontramos em um deles 22 corpos parcialmentedecompostos", afirmou. Os esqueletos de outras oito pessoas foram achados em outroburaco próximo. Havia ali também roupas femininas e masculinase duas etiquetas de identificação militar iraquianas. As roupas eram de inverno e verão, o que indica que asvítimas foram mortas em momentos diferentes. As valas estavamnuma área que no passado sabidamente foi usada pela Al Qaeda. A descoberta de valas comuns é relativamente frequente noIraque, muitas vezes contendo corpos de grandes grupossequestrados e assassinados pela Al Qaeda e por outras facções,ou então vítimas das execuções em massa realizadas pelo regimede Saddam Hussein.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.