Stringer/Efe
Stringer/Efe

Viajante americana libertada pelo Irã agradece a Ahmadinejad

Sarah Shourd, presa em Teerã desde julho, foi libertada após pagamento de fiança de US$ 500 mil

AP,

14 de setembro de 2010 | 19h46

TEERÃ- Sarah Shourd, a americana libertada nesta terça-feira, 14, pelo Irã após ter ficado presa desde julho de 2009 junto de outros dois viajantes, disse estar agradecida ao presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, antes de embarcar em um voo com destino a Omã para se encontrar com sua mãe.

 

"Eu queria realmente oferecer meus agradecimentos a todos no mundo, a todos os governos, a todas as pessoas que estiveram envolvidas, e especialmente quero agradecer o presidente Ahmadinejad e todos os oficiais iranianos, os líderes religiosos, por esse gesto humanitário", disse Sarah à TV estatal iraniana antes de partir.

 

"Estou agradecida e muito humilde neste momento", acrescentou. "Aprendi muito sobre mulheres no Oriente Médio e tenho muito respeito pelas mulheres e as tradições que as envolvem. Só quero garantir que meu comprometimento com a verdade não irá mudar. Quando eu voltar ao meu país, nunca irei dizer nada além da verdade à mídia e não sucumbirei a nenhuma pressão", afirmou a americana.

 

O Irã libertou Sarah, de 32 anos, após o pagamento de fiança de US$ 500 mil exigido pelo regime de Teerã, segundo foi confirmado pela promotoria iraniana. Segundo um oficial americano,nem o Departamento de Estado americano nem a família da americana desembolsaram o valor.

 

Logo após anunciar a libertação de Sarah, autoridades iranianas negaram considerar a soltura imediata dos dois americanos presos com ela - seu noivo Shane Bauer e um amigo do casal, Josh Fattal. Os três foram acusados de espionagem, apesar de sua família defender sua inocência.

 

O presidente Barack Obama e a secretária de Estado Hillary Clinton agradeceram Omã por sua assistência e oficiais americanos afirmaram que negociadores do país foram decisivos para a libertação de Sarah, inclusive na questão da fiança.

Tudo o que sabemos sobre:
Sarah ShourdMahmoud AhmadinejadIrã

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.