Violência no Iraque mata 14 insurgentes e um soldado dos EUA

Explosão em estrada atinge militar americano; mais de 100 pessoas são feridas em Sadr City, em Bagdá

Agência Estado e Associated Press,

03 de maio de 2008 | 12h15

Soldados norte-americanos mataram 14 insurgentes xiitas em confrontos na capital iraquiana, Bagdá, informou neste sábado, 3, o Exército dos Estados Unidos. Um soldado dos EUA morreu vítima de uma explosão ao lado de uma estrada.   Mais de 100 pessoas ficaram feridas durante combates no bairro de Sadr City, segundo autoridades iraquianas. Um helicóptero norte-americano disparou um foguete em um alvo localizado a 50 metros do hospital geral de Cidade Sadr.   O médico Ali Bustan al-Fartusee, diretor-geral do hospital, afirmou que 23 civis ficaram feridos no ataque. Também ficaram danificadas 17 ambulâncias. Segundo jornalistas iraquianos, em duas ocasiões rebeldes xiitas utilizaram um edifício próximo do hospital para lançar ataques.   As forças iraquianas e norte-americanas mantêm combates contra milícias xiitas desde fins de março em Cidade Sadr. A área é um bairro humilde, no qual moram 2,5 milhões de pessoas, e base da milícia Exército Mahdi, liderada pelo clérigo antiamericano Muqtada al-Sadr. O local é utilizado para lançar foguetes e outros ataques à Zona Verde. Nessa área, bastante protegida, ficam localizados vários escritórios do governo local e a embaixada dos Estados Unidos.

Tudo o que sabemos sobre:
IraqueEUAExército Mahdi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.