Violência sectária deixa 1 morto e 20 feridos no norte do Líbano

Uma pessoa morreu e mais de 20 outras ficaram feridas a tiros na quarta-feira em um confronto sectário na cidade de Trípoli, no norte do Líbano, segundo fontes de segurança.

Reuters

20 de março de 2013 | 20h30

A violência na região é alimentada pela guerra civil na vizinha Síria. O homem que morreu morava no bairro de Jabal Mohsen, enclave da seita alauíta nesta cidade predominantemente sunita.

A maioria dos sunitas libaneses apoia a rebelião em curso na Síria contra o presidente Bashar al Assad, que é da minoria alauíta. As tensões em decorrência da crise síria têm causado vários confrontos nas ruas de Trípoli, sendo o mais recente em dezembro, quando 12 pessoas morreram.

Aparentemente, o confronto de quarta-feira começou com uma briga em um hospital, levando a um tiroteio em que três pessoas ficaram feridas. Em seguida, um novo tiroteio aconteceu, envolvendo moradores dos bairros de Jalal Mohsen e Bab Tebbaneh, de maioria sunita.

(Reportagem de Nazih Siddiq)

Tudo o que sabemos sobre:
LIBANOVIOLENCIAMORTE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.