Vitória de sírio Assad seria triunfo de Teerã, diz Irã

O presidente sírio, Bashar al-Assad, vai derrotar aqueles que se rebelaram contra ele, conquistando uma vitória contra os Estados Unidos e seus aliados, em um movimento que também representará um triunfo para o Irã, disse um consultor do supremo líder do país muçulmano.

Reuters

29 de setembro de 2012 | 15h01

Teerã tem apoiado os esforços de Assad de combater a rebelião e acusado o Catar, a Arábia Saudita e a Turquia de armar os rebeldes.

Os comentários de Ali Akbar Velayati, um consultor para assuntos estrangeiros do líder supremo, o Ali Khamenei, foram os mais fortes sinais de apoio a Assad realizados até o momento pelo Irã e vêm após os Estados Unidos e a França anunciarem maior apoio aos rebeldes sírios.

O levante de 18 meses contra Assad se transformou em uma guerra civil. Mais de 30.000 pessoas foram mortas, de acordo com ativistas da oposição, e há temores de que o conflito possa desestabilizar o Oriente Médio.

Mas, apesar dos anúncios dos EUA e França feitos na sexta-feira, a assistência estrangeira para os rebeldes sírios tem ficado muito aquém do que a oposição quer e oferece pouca esperança de alívio para a situação dos civis.

Tudo o que sabemos sobre:
IRASIRIAVITORIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.