CNA mantém ampla liderança em apuração na África do Sul

Partido governista tem 67,04% dos votos válidos; em segundo lugar, Aliança Democrática tem 15,82%

Efe,

24 de abril de 2009 | 03h41

O Congresso Nacional Africano (CNA) mantém mais de dois terços dos votos válidos das eleições gerais realizadas na quarta-feira na África do Sul, após a apuração de mais de 12 milhões de sufrágios, informou nesta sexta-feira, 24, a Comissão Eleitoral Independente (CEI).

 

Veja também:

linkPartido governista já comemora vitória na África do Sul

linkGovernistas lideram com folga na África do Sul

linkPaís ainda não sabe quem será a primeira-dama

linkLapouge: Zuma, populista 2 caras fiel à África tradicional

lista Candidatos sul-africanos e principais desafios do país

lista Perfil: O guerreiro zulu que conduzirá a África do Sul

 

Segundo o CEI, foram apurados até o momento 12.328.424 votos, dos quais o CNA, liderado por Jacob Zuma, obteve 8.264.909, o que representa uma vantagem de 67,04%.

 

Caso seja confirmado no final da apuração que o CNA tem mais de dois terços dos votos, o partido obteria uma representação proporcional na Assembleia Nacional e, com isso, poderia reformar a Constituição e adotar medidas extraordinárias sem alianças com outras legendas.

 

Em segundo lugar está a liberal Aliança Democrática (DA, na sigla em inglês), de Helen Zille, com 1.950.025 votos (15,82%).

 

Já em terceiro vem o Congresso do Povo (Cope), grupo formado por dissidentes conservadores do CNA após a destituição, em setembro, de Thabo Mbeki da Presidência da África do Sul. A legenda obtém 943.232 votos, ou 7,65% do total.

Tudo o que sabemos sobre:
África do SulCNAeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.