Seul enviará representantes a Pyongyang

A Coreia do Norte propôs a Coreia do Sul seu primeiro encontro oficial desde março de 2008

EFE,

19 de abril de 2009 | 06h17

A Coreia do Sul disse neste domingo, 19, que planeja enviar uma delegação governamental na terça-feira 28 de abril a Coreia do Norte para suas primeiras conversas com o regime comunista em mais de um ano, segundo informou o Ministério da Unificação sul-coreano.

 

A delegação sul-coreana de cerca de dez pessoas será liderada por Kim Young-tak, diretor-geral do escritório sul-coreana que se ocupa do complexo industrial conjunto de Kaesong, segundo a porta-voz ministerial Lee Jong-joo, citada pela agência local de notícias "Yonhap".

 

"Nossas principais preocupações se centram na segurança de nossos cidadãos no complexo de Kaesong, assim como o desenvolvimento estável (destas instalações)", acrescentou a porta-voz.

 

A Coreia do Norte propôs na semana passada a Coreia do Sul seu primeiro encontro oficial desde março de 2008 para falar sobre o complexo industrial de Kaesong, informou o Governo sul-coreano.

 

No último dia 30 de março a Coreia do Norte deteve em Kaesong um trabalhador sul-coreano da empresa Hyundai por fazer supostamente comentários críticos sobre o regime comunista e tentar convencer uma norte-coreana para que desertasse.

 

As conversas intercoreanas da próxima terça-feira tratariam possivelmente da situação desse detido.

 

Apesar da oferta de diálogo, o regime comunista advertiu ontem a Coreia do Sul que se finalmente participar plenamente na Iniciativa de Segurança contra a Proliferação de armas de destruição em massa (PSI), o considerará como uma declaração de guerra.

 

As relações entre as duas Coreias pioraram durante o último ano e recentemente a tensão subiu consideravelmente com o lançamento de um foguete norte-coreano no último dia 5.

Tudo o que sabemos sobre:
SEULPyongyang

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.