Brasil aplicará 'medidas de reciprocidade' à Venezuela, diz Itamaraty

Em nota divulgada, governo brasileiro afirma que aplicará 'medidas correspondentes' à declaração do embaixador do País na Venezuela, Ruy Pereira, como persona non grata

Lu Aiko Otta, O Estado de S. Paulo

23 Dezembro 2017 | 17h59

Em nota divulgada há pouco, o governo brasileiro afirma que aplicará “medidas de reciprocidade correspondentes” à declaração do embaixador do País na Venezuela, Ruy Pereira, como persona non grata.

“O governo brasileiro tomou conhecimento de declaração de ex-chanceler venezuelana de que o governo desse país teria decidido declarar o embaixador do Brasil em Caracas 'persona non grata'. Caso confirmada, essa decisão demonstra, uma vez mais, o caráter autoritário da administração Nicolás Maduro e sua falta de disposição para qualquer tipo de diálogo. O Brasil aplicará as medidas de reciprocidade correspondentes”, diz a nota.

++ Venezuela declara embaixador brasileiro 'persona non grata'

Na tarde deste sábado, a presidente da Assembleia Constituinte venezuelana, Delcy Rodríguez, deu uma entrevista anunciando que Ruy Pereira, responsável pela embaixada brasileira no país, agora é 'persona non grata'. Assim Pereira não poderá mais continuar na Venezuela exercendo seu cargo em Caracas. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.