Lisandra Paraguassu/Estadão
Lisandra Paraguassu/Estadão

Brasil e EUA retomam negociação sobre uso de base em Alcântara 

O País enviou uma proposta de acordo ao Departamento de Estado em meados do ano passado; há poucos dias, os americanos fizeram sua contraproposta

Cláudia Trevisan, CORRESPONDENTE / WASHINGTON, O Estado de S.Paulo

04 de junho de 2018 | 21h32

O vice-presidente dos EUA, Mike Pence, visitará o Brasil nos dias 26 e 27 de junho, quando se reunirá com o presidente Michel Temer em Brasília e visitará um campo de refugiados venezuelanos em Manaus. A informação foi dada nesta segunda-feira, 4, em Washington pelo ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, depois de encontro com o secretário de Estado americano, Mike Pompeo.

“Vai ser uma oportunidade para mostrar tudo o que o Brasil está fazendo”, disse o embaixador do Brasil nos EUA, Sergio Amaral, referindo-se à crise do país vizinho. Pence viria ao Brasil no fim de maio, mas adiou a viagem em razão dos preparativos da cúpula entre o presidente Donald Trump e o ditador norte-coreano, Kim Jong-un, prevista para o dia 12 de junho.

+ Estatal russa quer ajudar no programa nuclear do Brasil

Aloysio disse que Brasil e EUA decidiram retomar a negociação de um acordo de salvaguarda que permitiria o uso da base de Alcântara, no Maranhão, para o lançamento de satélites. Sem um tratado do tipo, a base não pode ser utilizada, já que 80% dos componentes de satélites no mundo têm tecnologia americana. 

O Brasil enviou uma proposta de acordo ao Departamento de Estado em meados do ano passado. Há poucos dias, os americanos fizeram sua contraproposta. “Isso ficou parado por muitos anos e estamos retomando agora”, declarou Aloysio. Segundo ele, as conversas começarão de maneira imediata, mas não há prazo para sua conclusão. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.