Elmar Schulten/ EFE
Elmar Schulten/ EFE

Carro avança contra desfile de carnaval na Alemanha e deixa ao menos 30 feridos

Segundo a polícia local, o motorista, um jovem de 29 anos, já foi detido; causa do incidente ainda não foi revelada

Redação, O Estado de S. Paulo

24 de fevereiro de 2020 | 14h04
Atualizado 24 de fevereiro de 2020 | 19h42

VOLKMARKSEN- Um homem jogou intencionalmente  o automóvel que dirigia contra um desfile de carnaval na cidade de Volkmarsen, de 7 mil habitantes, no centro da Alemanha, nesta segunda-feira, 24. Pelo menos 30 espectadores ficaram feridos, alguns em estado grave. As vítimas receberam atendimento das equipes de emergência enviadas por municípios vizinhos. O motorista, de 29 anos, foi preso. A polícia não deu inicialmente informações sobre a possível motivação para o crime. 

Segundo a imprensa local, o veículo cinza da marca Mercedes com placa local avançou 30 metros contra o público que acompanhava o desfile às 14h30 (10h30 de Brasília). O motorista havia furado um bloqueio e usado uma rua que estava fechada ao trânsito. A cidade de Volkmarsen fica no Estado de Hesse, cerca de 280 quilômetros do sudoeste da capital Berlim.

Testemunhas ouvidas pelo jornal regional Frankfurt Rundschau afirmaram que tiveram a impressão de que o suspeito fez um movimento em direção às crianças depois de rodar em alta velocidade entre a multidão, continuando a trajetória por cerca de trinta metros. Muitas das vítimas ficaram no chão e foram atendidas por equipes de socorro.

“Este é um ato terrível cometido contra pessoas que simplesmente queriam celebrar o carnaval” disse Peter Beuth, secretário do Interior. Ele preferiu não comentar relatos de que um segundo suspeito havia sido detido. Beuth afirmou que cerca de um terço dos atingidos pelo veículo eram crianças, que geralmente vão ao desfile para recolher doces jogados para a multidão no carnaval alemão. 

A chanceler Angela Merkel disse que seus pensamentos estão voltados para as famílias das vítimas e que deseja uma "rescuperação completa e rápida", de acordo com uma postagem feita no Twitter por seu porta-voz.

O prefeito da cidade, Hartmut Linnekugel, expressou sua consternação. "Estamos todos muito emocionados, profundamente chocados", afirmou, citado pela agência dpa.

O incidente aconteceu durante as celebrações da “segunda-feira das rosas”, dia em que a Alemanha comemora o principal momento do carnaval no país. Outros desfiles em Hesse foram cancelados.

Steffen Roettger, cujas duas filhas estavam no local do desfile, disse que foi chamado imediatamente após o ocorrido. "Minha filha de 10 anos foi desviada e por pouco não foi atropelada pelo veículo", declarou ao canal de televisão NTV. Ele acrescentou que a garota estava "em estado de choque" e precisou de cuidados médicos depois de ver pessoas no chão "por todas as partes".

O evento ocorreu em um contexto tenso na Alemanha, particularmente no estado de Hesse, que comoveu-se na última quarta-feira, 19, com um duplo ataque a tiros, de motivações racistas, nos quais nove pessoas morreram em Hanau. Atualmente, a ameaça do terrorismo de extrema-direita preocupa autoridades de segurança. / AFP, REUTERS E AP

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.