Kevin Coombs/ Reuters
Kevin Coombs/ Reuters

Conservadores britânicos seguem negociando apoio para ter maioria absoluta

Governo de Theresa May busca respaldo do Partido Democrático Unionista (DUP) para garantir que premiê possa governar

O Estado de S.Paulo

11 de junho de 2017 | 00h59

LONDRES - O governo da primeira-ministra britânica Theresa May deixou claro neste domingo, 11, que segue negociando o apoio do pequeno partido unionista DUP para conseguir governar, a menos de dez dias do início das negociações do Brexit.      

"A primeira-ministra falou à noite com o DUP sobre a finalização de um acordo", disse um porta-voz de Downing Street. O partido da Irlanda do Norte, por sua vez, indicou que "até o momento, as negociações foram positivas". 

"Queremos alcançar um acordo que ofereça estabilidade e as certezas que o país precisa", afirmou o governo britânico em um comunicado. 

O respaldo dos representantes do DUP, partido regionalista protestante e ultraconservador da Irlanda do Norte, é indispensável para que os conservadores tenham maioria absoluta no Parlamento após o revés sofrido nas eleições legislativas de quinta-feira, 8

Ao invés de aumentar a hegemonia na Câmara dos Comuns perto do Brexit, o partido dos conservadores perdeu doze assentos e agora faltam oito para ter os 326 necessários para alcançar a maioria absoluta. / AFP

Tudo o que sabemos sobre:
LONDRESTheresa MayBrexitReino Unido

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.