EFE/EPA/TANNEN MAURY
EFE/EPA/TANNEN MAURY

Mudanças climáticas tornam desastres naturais mais intensos, diz Biden

É uma tragédia. E ainda não sabemos quantas vidas foram perdidas, nem o alcance total do dano, disse o presidente americano

Redação, O Estado de S.Paulo

11 de dezembro de 2021 | 20h24

WASHINGTON O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, classificou a série de tornados que atingiu os Estados Unidos na madrugada deste sábado, 11, como um dos maiores da história do país e lembrou que o número de desastres climáticos deve piorar nos próximos anos.

"É uma tragédia. E ainda não sabemos quantas vidas foram perdidas, nem o alcance total do dano", lamentou em um pronunciamento na TV.

Ao menos 78 pessoas morreram, mais de 70 delas só no Kentucky, depois que a série de tornados arrasou cinco estados e deixou cenas de devastação apocalípticas. Teme-se que o número de vítimas seja maior.

Questionado o se as mudanças climáticas tinham influenciado as tempestades, Biden disse que não poderia afirmá-lo porque pediria à Agência de Proteção Ambiental do governo para averiguar. "Mas o fato é que todos sabemos que tudo é mais intenso quando o clima está esquentando tudo", disse Biden. "E obviamente tem algum impacto aqui, mas não posso dar-lhes uma leitura quantitativa sobre isso."

Biden prometeu visitar a região afetada, mas esclareceu que queria garantir que não ficará  no caminho do resgate e da recuperação. / AFP

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.