EFE/EPA/ETTORE FERRARI
EFE/EPA/ETTORE FERRARI

Papa Francisco chama ataque em Las Vegas de 'tragédia sem sentido'

Em telegrama enviado ao bispo do Estado americano de Nevada, pontífice se disse 'profundamente entristecido' com a ação de atirador, elogiou esforços dos socorristas e prometeu rezar pelas vítimas e pelos feridos

O Estado de S.Paulo

02 Outubro 2017 | 15h39

VATICANO - O papa Francisco lamentou nesta segunda-feira, 2, o massacre ocorrido em Las Vegas, no qual morreram pelo menos 59 pessoas e mais de 500 ficaram feridas, qualificou o episódio como uma "tragédia sem sentido" e enviou condolências aos feridos e às famílias das vítimas.

FBI nega vínculo de atirador com EI após grupo assumir autoria de ataque em Las Vegas

“Profundamente entristecido ao saber do ataque a tiros em Las Vegas, o papa Francisco envia a garantia de sua proximidade espiritual a todos aqueles afetados por essa tragédia sem sentido”, disse o pontífice em mensagem enviada ao bispo do Estado americano de Nevada, Joseph Anthony Pepe, nesta segunda-feira. 

O papa também "elogia os esforços da polícia e dos serviços de emergência e promete orar pelos feridos e vítimas, confiando-lhes ao misericordioso amor de Deus".

O ataque aconteceu por volta das 22 horas de domingo (1 hora de segunda-feira em Brasília), quando um homem, identificado como Stephen Paddock, posicionado no 32º andar do hotel Mandalay Bay atirou indiscriminadamente com um fuzil contra o público de um show de música country próximo ao edifício. 

O Estado Islâmico reivindicou a ação, que disse se tratar de uma resposta às ações da coalizão internacional liderada pelos EUA no Oriente Médio. As autoridades americanas, no entanto, tratam o episódio como ação de um "lobo solitário" e não há, até o momento, informações de que Paddock teria histórico de extremismo. / REUTERS, EFE e AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.