Calendário 2019 com fotos de Putin é lançado na Rússia
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Calendário 2019 com fotos de Putin é lançado na Rússia

Empresas colocaram no mercado várias opções do produto, muito popular entre turistas e políticos, na última semana; lançamento dividiu opiniões no país

Redação Internacional

02 Outubro 2018 | 13h45

MOSCOU – Dando continuidade a uma tradição iniciada há alguns anos, empresas russas lançaram recentemente calendários de 2019 nos quais a principal estrela é o presidente do país, Vladimir Putin.

Apesar de ter agradado parte da população, neste ano, no entanto, a iniciativa também foi recebida com ceticismo por alguns.

Putin é o tema de calendários lançados da Rússia (AP Photo/Alexander Zemlianichenko)

Putin é o tema de calendários lançados da Rússia (AP Photo/Alexander Zemlianichenko)

“É realmente adorável”, disse Anya enquanto analisava a capa de um dos calendários no qual aparecem frases do presidente como “admiro as mulheres russas”. “Ah, e é Vladimir Vladimirovich, meu amor!”

Anya não quis informar seu sobrenome, mas disse que nasceu na Crimeia, que foi anexada por Putin em 2014. Ela disse ter ficado feliz por sua região agora fazer parte da Rússia.

Danila Kamenchenko, vendedor em uma livraria na região central de Moscou, escolheu suas palavras cuidadosamente ao descrever a popularidade da imagem de Putin.

“Nestas séries de calendários, nosso presidente é apresentado em vários personagens”, disse Kamenchenko. “O vemos confiante ou positivo. Nos sentimos seguros em nosso país e temos confiança no futuro.”

Kamenchenko disse que os calendários com Putin são muito populares entre turistas e políticos russos.

A jornaleira Valentina Lebedeva, no entanto, disse estar cansada dos calendários com imagens do presidente russo. “Não quero vendê-los mais”, afirmou. “Quem gosta (deste presidente)? Não são as pessoas comuns.”

Valentina, uma comunista que ainda sente falta do passado soviético do país, enumerou uma longa lista de queixas contra o governo Putin, como a ampliação da pobreza, a má qualidade dos hospitais e a proposta de reforma da previdência – que resultou em protestos nacionais. / AP

Mais conteúdo sobre:

RússiaVladimir Putin